A publicacão Feminist Advocacy, Family Law and Violence Against Women, elaborada pela organização internacional Women’s Learning Partnership (WLP).  Essa publicação, que reúne estudos de caso de oito países, com contextos sociais, culturais e religiosos distintos, permite uma ampla análise comparativa de como as leis de família podem perpetuar ou combater a violência de gênero. Os países envolvidos são Brasil, Índia, Irã, Líbano, Nigéria, Palestina, Senegal e Turquia.

O estudo de caso do Brasil, de autoria de Mariana Barsted com participação de Jacqueline Pitanguy e Leila Barsted, destaca como as mudanças nas leis civis, especialmente nas leis de família, foram fundamentais para a aprovação de leis contra a violência baseada no gênero.

Acessa aqui a íntegra em inglês.

Relacionados