A ministra Cármen Lúcia tomou posse nesta quarta-feira (18) como presidenta do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Ela é a primeira mulher a dirigir a Corte, em 67 anos de história. A cerimônia, que também empossou o ministro Marco Aurélio na vice-presidência do TSE, contou com a participação da presidenta Dilma Rousseff e das principais autoridades do país.

No supremo Tribunal Federal, a Ministra Cármen Lúcia votou de forma decisiva a favor da consitucionalidade da Lei Maria da Penha e pelo direito da mulher grávida interromper a gestação em caso de feto anencefalo.

Com a posse de Cármen Lúcia, 80 anos depois de reconhecer o direito das mulheres ao voto, os dois principais cargos do TSE passam as ser ocupados por mulheres. A ministra do STJ Nancy Andrighi é a corregedora-geral da Justiça Eleitoral.

O ministro do STJ Gilson Dipp destacou o grande avanço com a chegada de uma mulher à presidência do TSE. O ministro do STJ João Otávio de Noronha também se manifestou ,que a posse da Ministra Carmen Lúcia indica a capacidade jurídica da mulher moderna que pensa sempre para frente e na frente. Declarou ainda que “O Brasil ganha com uma mulher no poder, com uma mulher que sabe o que faz, sabe decidir e sabe conduzir bem um tribunal”.