O Grupo Autonomia Sexual / Fundo ELAS organizou, no dia 26 de outubro, o Terceiro Encontro Virtual  Diálogos sobre Incidência Internacional. Leila Linhares Barsted atuou como expositora/facilitadora destacando a importância da ampliação da incidência política dos movimentos feministas sobre as diversas instâncias dos sistemas ONU e OEA, que não se restringem à incidência jurídica sobre o CEDAW e a Comissão Interamericana de Direitos Humanos – CIDH.  Chamou atenção para o impacto da incidência jurídica junto a esses mecanismos internacionais que, apesar de se constituir em um longo caminho no julgamento de casos concretos, produz precedentes que podem ser utilizados nos planos internacional e nacional em novos casos de violação dos direitos humanos das mulheres.