A CEPIA promoveu, em parceria com a ong CFEMEA e com o apoio do Fundo das Nações Unidas para o Desenvolvimento (UNFPA), no Rio de Janeiro, entre os dias 19 e 21 de setembro, o encontro Novos Desafios da Responsabilidade Política.

FÓRUM DA SOCIEDADE CIVIL NAS AMÉRICAS

Novos desafios da responsabilidade política
19, 20 e 21 de setembro de 2003
Hotel Glória, Rio de Janeiro, Brasil

Da esquerda para a direita: Leila Linhares (Diretora da Cepia), Ministra Emília Fernandes, Jacqueline Pitanguy(Diretora da Cepia), Ministra Benedita da Silva, Guacira Oliveira e Jandira Feghali. Foto de José Renato.

Da esquerda para a direita: Leila Linhares (Diretora da Cepia), Ministra Emília Fernandes (Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres), Guacira Oliveira (Diretora Colegiada do CFEMEA), Jacqueline Pitanguy (Diretora da Cepia), Ministra Benedita da Silva (Ministério da Assistência Social) e Jandira Feghali (Deputada Federal). Foto de José Renato.

Gravidez indesejada, violência contra a mulher e AIDS em discussão

A CEPIA promoveu, em parceria com a ong CFEMEA e com o apoio do Fundo das Nações Unidas para o Desenvolvimento (UNFPA), no Rio de Janeiro, entre os dias 19 e 21 de setembro, o encontro Novos Desafios da Responsabilidade Política. Com a participação de parlamentares, gestores públicos, profissionais da área de saúde e representantes da sociedade organizada, o evento discutiu três temas básicos: gravidez indesejada, violência contra a mulher e AIDS.

O encontro foi o primeiro do gênero a acontecer no país e segue a agenda do Fórum da Sociedade Civil nas Américas, que realizou em 2001, em Buenos Aires, evento similar. “Na Argentina, recebemos avaliação muito positiva. Isso nos estimulou a realizar outras reuniões, de cunho nacional, sobre os mesmos temas de fundamental importância na agenda social e política dos países latino-americanos”, diz a diretora da CEPIA e diretora-executiva do Fórum da Sociedade Civil nas Américas, Jaqueline Pitanguy.

Nos três dias de discussões, no Hotel Glória, foi divulgado em primeira mão o resultado da pesquisa sobre aborto no Brasil realizada pela Comissão de Cidadania e Reprodução (CCR) e o IBOPE, que entrevistou duas mil pessoas em todo o país e constatou que 63% da população não querem que a lei retroceda a ponto de proibir o aborto em qualquer caso. Além disso, 41% dos entrevistados declararam estar a par desta discussão e não fizeram menção à religião como fator relevante na hora de declararem ser a favor ou contra o aborto.

O encontro aconteceu uma semana antes do dia 28, data latino-americana de luta a favor da descriminalização do aborto.

Participaram do encontro a Dra. Marisela Padrón-Quero, da Divisão para América Latina e o Caribe no UNFPA, parlamentares do Congresso Nacional, como as Deputadas Jandira Feghali (PC do B/RJ), Telma de Souza (PT/SP) e a Senadora Fátima Cleide (PT/RR) além de Deputados e Deputadas Estaduais do Rio de Janeiro, São Paulo, Minas Gerais, Bahia, Pernambuco, Goiás e Santa Catarina. O evento também foi prestigiado por três Ministras de Estado: Benedita da Silva, da Assistência e Promoção Social, Matilde Ribeiro, da Secretaria Especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial e Emília Fernandes, da Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres.